Em fevereiro…

Sou toda metódica, daquelas que sempre planeja tudo, organiza em listas e faz roteiros. O inicio de qualquer coisa é sempre importante pra mim, é algo simbólico que me impulsiona de tal forma que ajuda com que eu cumpra metas, desejos, ou o que quer que seja.

Fevereiro chegou e eu bem sei que vou fazer o possível pra algo melhorar por aqui de alguma forma. Eu ainda tenho quatro metas a cumprir este ano – e suas submetas. Em Janeiro eu consegui um emprego, o que pra mim foi a minha maior conquista. Este mês posso, quem sabe, aprender a cozinhar.

E fugindo das minhas metas e conquistas, o que estou querendo dizer com todo esse meu blá blá blá pessoal, é que você cria suas próprias oportunidades.

Se Janeiro já passou e você continua na mesma vibe de dois mil e quatorze, aproveite o início deste mês e transforme na sua vida tudo o que quiser transformar. Refiro-me ao marasmo, a sua preguiça, a desmotivação. Observe, busque, estude, se encha de coisas boas até transbordar e deixe com que as pessoas se afoguem no melhor que você pode oferecer!

Faça com que todos os dias as semana pareçam sexta. Faça com que as coisas conspirem a seu favor. Aprenda que tudo depende você!

image @nayandraramos on Instagram

Porque como diz Martha Medeiros, a “felicidade é uma combinação de sorte com escolhas bem feitas”. Já ouviu falar em fazer a própria sorte? É sobre isso que estou falando. Faça porque quer, faça por amor. Faça por amor à você.

Até amanha ♥

Anúncios

6 on 6: O que espero para 2015

Ois! Tudo bem aí?

Lembram do Projeto 6on6? Ele está de volta só que repaginado, dessa vez vamos usar temas e blogs diferentes.

Para esse primeiro 6 on 6 de 2015 o tema escolhido foi “O que eu espero para 2015”. Acho muito legal esse sentimento de renovação que o réveillon trás pra gente, novos ares, novas metas, novas vontades… Eu me amarro nessas coisas mesmo! Então, as principais coisas que eu desejo obter em 2015 são:

Estabilidade financeira

100_3419

Diz pra mim qual o jovem hoje em dia que não sonha em ter seu próprio dinheiro? Euzinha não sou diferente. Imagine só quantas coisas posso fazer se eu conseguir um emprego e me estabilizar financeiramente! Vou poder comprar quantos livros quiser quando for à livraria, vou poder investir no blog, em equipamentos fotográficos, ajudar minha mãe com as continhas mensais, viajar com meus amigos e tantas outras coisas legais sem pesar no bolso de ninguém a não ser no meu próprio. Fico imaginando como deve ser gostoso o sentimento de satisfação em ver que algo é realmente seu porque você conquistou com seu próprio esforço. É clichê, mas não há quem discorde.

Aprender a cozinhar

100_3422É uma necessidade que está gritando, não somente porque a gente gasta muito comendo fora, mas também pelo motivo único de querer me sentir mais independente. Tenho uma mania absurda de querer fazer tudo sozinha, acho que é um reflexo por ser filha única, sei lá, acontece que eu sinto cada vez mais vontade de dar menos trabalho pra minha mãe e saber me virar já tá mais do que na hora!

Ser saudável

100_3456Eu detesto praticar esportes, exercícios físicos e dietas. Eu sempre fui uma pessoa muito desleixada quanto a alimentação e não foi por falta de atenção da minha mãe não, é porque eu me recusava a comer a maioria das comidas saudáveis que apareciam na minha frente pelo simples fato de: elas não são saborosas. Então atacava mesmo biscoito, refrigerante, achocolatado, salgadinhos, chocolate, carne gordurosa, fritura e todo o tipo de coisa gostosa e calórica existente, até eu desenvolver gastrite. E depois de sofrer um bocado resolvi me cuidar. To controlando a minha alimentação e comendo cada vez menos coisas que fazem eu me sentir mal, pretendo iniciar umas caminhadas aqui e acolá, e quem sabe uma acadêmica, talvez. Taaaaalvez!

Ser uma pessoa melhor

100_3454É uma das coisas sobre mim com que mais me preocupo. Se estou realmente sendo uma pessoa boa e merecedora das melhores coisas do mundo. Parece bobagem, mas eu perco horas pensando nisso. Teve uma época em que eu deixei de me preocupar com isso, claro que a gente tem que desencanar das neuras, eu me cobrava demais, mas temos que fazer isso sem deixar de lado completamente. Como eu disse, inicio de alguma coisa sempre me impulsiona a alguma coisa. E o final de 2014 me fez deixar muita coisa pra trás, realmente terei de começar muita coisa de novo. Então, que seja da melhor maneira possível!

Fazer um curso de fotografia

Processed with VSCOcam with f2 presetTodos que me conhecem/me acompanham/me stakeiam sabem que eu amo fotografia! E quando a gente faz muito algo que gosta acaba ficando bom nisso, por esse motivo resolvi estudar mais a respeito sobre algo que eu gosto tanto. “Nay, você vai trabalhar com isso?”, não sei, quem sabe né? “Mas e a faculdade?”, tudo é uma questão de oportunidade e satisfação, se pintar, por que não? Que em 2015 façamos o que nos faz feliz!

Ser feliz todos os dias  

100_3438Sobre felicidade, já se perguntou o que te faz feliz? Independente do que seja, faça. Existem pessoas que são felizes todos os sábados em boates, existem outras que são felizes por uma tarde inteira vendo filme e tem aquelas que são felizes viajando e afins… Seja com muita gente, ou sozinha, eu quero ser feliz o tempo todo, de qualquer maneira, em qualquer lugar. Sem pensar em algo futuro, quero ser feliz de pouquinho em pouquinho, pois no fim o total é a soma das partes. Certo?

Esse foi o 6on6 desse mês de Janeiro, espero que vocês tenham gostado. E se vocês ainda não pararam pra pensar nas suas expectativas, reflitam.

Bisou ♥

BLOGS PARTICIPANTES:

Agridoce Cereja

Asas de Algodão

Blog da Jamilly Duarte 

Lovely Utopia 

Pamela Wille

O que aprendi em 2014

Oi, oi, galerinha! Dei uma sumida por uns tempos né? A quem me acompanha peço desculpas. Quem faz faculdade sabe que fim de semestre é uma tortura, mal entrei de férias e já viajei pra encontrar a família e outros amigos. Eu mal atualizava as redes sociais por conta da internet ruim e também porque não parava em casa. Fora que eu precisava de um tempo pra mim, pra me renovar pra vocês.

100_3077

Dois mil e quatorze foi um ano longo para mim, cheio de acontecimentos diferentes e importantes. Sem sombra de dúvidas foi o ano de mais aprendizado de toda minha vida. As coisas realmente aconteceram. Eu tomei cuidado em guardar todas as coisas valiosas desse ano pra no fim contar pra vocês, e agora vamos fazer minha retrospectiva. Elegi as doze coisas mais importantes que aprendi nos respectivos meses do ano, então, voi lá!

Janeiro

Eu de primeira decidi que o ano todo seria vivido intensidade, que seria diferente de todos os anos e que eu me permitiria conhecer coisas diferentes das quais eu estava acostumada. E assim o fiz, li mais, ouvi mais, conheci mais, fiz questão de saborear a essência das coisas.

Fevereiro

Muitas vezes fazemos coisas que no fundo não sentimos vontade de fazer, seja por influencia, por costume, por opção… não importa, nós fazemos e quando nos damos conta aquela tal coisa nem é tão divertida como parecia ser, como exemplo, micaretas. Eu sempre criava uma expectativa em micaretas e no fim elas não eram um terço daquilo que eu esperava e percebi que eu nem gostava muito disso. Foi aí que eu decidi observar o realmente eu gostava de fazer, a quais lugares eu gostava de frequentar, o que realmente eu gostava de ouvir, sobre o que e gostava de falar. Independente do que as pessoas ao meu redor gostem, conhecer-se e assumir isso pra si é uma das melhores formas de viver.

Março

Eu nunca fui a pessoa mais descolada da turma e nem a mais soltinha, eu sempre achei que isso fosse um defeito, porque realmente já me atrapalhou muito. Não sei ainda se todas as pessoas passam por isso, mas chega uma hora que parece que tem coisas que já não fazem tanta importância e poucas pessoas passam a contar de verdade e aí você cansa, cansa de se prender, de se deixar entediar, de seguir regrinhas e viver de marasmo. E sem ser aquela coisa forçada, você se liberta. Isso é desinibir-se, antes de se libertar pras pessoas, você se liberta de si. E falo sem nenhum arrependimento, foi a melhor coisa que já fiz!

Abril

Tudo passa, às vezes você tá com o coração apertado, aquele aperto que faz dar nó na garganta quando está em uma situação que não deveria depender só de você, mas que deixam em suas mãos. Você fica indeciso, com medo, até sofre por atencipação, mas desesperar-se não é um a boa solução. Tempo é.

Em abril aprendi que tudo passa, as dores elas são terminais e que ficar sentado esperando como em uma sala de espera de consultório é chato demais. A vida é muito mais fácil quando vivida com alegria, então enxuguei minhas lágrimas e resolvi esperar passar sorrindo.

Maio

Decisões importantes te fazem crescer, porque elas podem ou não dar certo e independente do resultado, você sempre aprende algo com elas. Em maio eu tinha uma a tomar, uma que decidiria um futuro não só meu, eu não queria, mas tive de ser corajosa. E mesmo ciente de todas as consequencias do depois, eu o fiz. Coragem foi uma das melhores qualidades que eu conquistei, ela te abre portas, e é ela que realmente te traz mudanças e faz as coisas ao seu redor mudarem.

Junho

Eu sempre fui muito intuitiva, mas nunca acreditei nisso. Apesar de tirar umas brincadeiras uma vez ou outra, sempre achei mentirinha essa coisa de sorte, azar, superstição e afins. Só que com o tempo vi que isso não é uma bobagem, algumas pessoas são sim intuitivas, não acredito que isso seja algum dom, pra mim é uma qualidade. Pois intuição nada mais é que facilidade de percepção, é quando só de observar algo você já pode deduzir o que vai acontecer posteriormente. De tantos acertos aprendi a confiar na minha e percebi que isso é pro bem.

Julho

Bondade é uma qualidade sem igual, poucas pessoas no mundo tem o coração realmente bom, a maioria delas foi somente bem educada. Já vi muitas vezes pessoas boas mudarem sua maneira de ver o mundo por causa de decepções e isso é muito triste, pra mim chega a ser fraqueza, desacreditar a ponto de se perder e mudar. Eu não quis isso pra mim. Acontece que para cada pessoa boa no mundo, existem umas sete malvadas e por isso essas pessoas necessitam ser atentas à linha tênue entre ser boa e ser besta. Não é porque a pessoa é bondosa, que vai se deixar rebaixar, usar, esnobar. A pessoa bondosa precisa conhecer o seu valor e o valor de seus atos e entregá-los a quem realmente merece.

Agosto

Altruísmo é uma das minhas palavras favoritas, tanto pela pronuncia, quanto pelo significado. Pra quem não sabe, altruísmo é pôr as coisas das outras pessoas na frente das suas, ou nesse caso, dar importância ao problema alheio. Às vezes somos tão egoístas que ao passar tanto tempo olhando para nosso próprio reflexo no espelho, esquecemos de olhar ao redor e algumas vezes as pessoas precisam mais da gente que nós mesmos. Quando estamos com problemas é tão tranquilizador a sensação de saber que você não está só, de olhar e ter uma mão estendida ali pronta pra ajudar. Em agosto aprendi a ser a mão de alguém, por completo deixei todos os meus problemas de lado e não me arrependi se quer um dia por isso.

Setembro

A juventude é um mistério, é apressada e é veloz. Nós jovens queremos tudo, queremos o mundo e eu aprendi que não dá pra ser assim. Devemos tomar cuidado com essa sede de aventura que vive dentro da gente e ver até onde vão nossos limites. Todos temos. Há quem diga ‘o céu é o limite’, ‘sou do tipo que topa tudo’, mas não, não é bem assim. Em setembro conheci os meus. Apesar de eu nunca ter sido lá muito corajosa pra muita coisa, eu aprendi a me conhecer mais me desinibindo, consequentemente cheguei a ver os meus limites. Vi que nem tudo é pra todo mundo e que eu não topo qualquer parada, com qualquer pessoa, ou por qualquer coisa. Não que eu seja uma estraga-prazeres, ou me preocupe com algo que outras pessoas irão falar a respeito, é que no fim, limites tem haver em como você se sente quanto a algo que você comete.

Outubro

Um dos meus maiores defeitos sempre foi a preguiça. Fora a minha timidez gigante inteligentemente disfarçada é a coisa que mais me atrapalha na vida, outubro foi o mês em que eu decidi e isso mudaria e não pense que foi fácil. Sou uma pessoa cheia de idéias, mas com pouca disposição. To quase sempre com a cabeça cheia de coisas, mas antes pouco as fazia. Como eu decidi mudar isso, eu consegui, passei a pensar menos e fazer mais. Consegui não só ser mais dedicada em fazer coisas para o blog, como realizar outras coisas. Foi gratificante.

Novembro

Às vezes nas nossas casas guardamos aquelas coisas que nem precisamos mais ou que nunca nem utilizamos e mesmo assim ela está lá guardada na gaveta da escrivaninha ocupando o lugar que poderia ser de algo realmente útil. Mas isso não acontece somente com objetos, acontece também com pessoas. Muitas participam de nossas vidas e não tem nem um motivo para estarem nelas, elas simplesmente estão lá ocupando um espaço que poderá muito bem ser o lugar de alguém. Muitas delas nos atrasam, nos fazem mal, não nos acrescentam, então, porquê deixá-las lá? Aprenda que se não for pra somar, que se subtraia. Em novembro joguei o lixo fora, expulsei da minha vida tudo o que não me trazia algo de bom e ainda lavei as mãos depois pra não ficar nenhum restinho de pó.

Dezembro   

Em dois mil e quatorze vivi coisas que nunca pensei que viveria, em dezembro aconteceram mais coisas em uma semana, que em quatro dos outros meses, e não me refiro só a coisas boas. Como sempre digo, a juventude é um mistério e tem lá suas surpresas e de repente nessa correria você se vê e uma situação que parece não ter saída, e quando parece que não há mais ninguém ela aparece te mostrando a luz. A família é tudo, ela é realmente tudo. Não que você não precise de mais ninguém, obviamente seus amigos ocupam uma parcela grande de importância, mas tem coisas que parece que só a família pode fazer por você e quando tudo parece perdido, eles te mostram com amor o caminho. Mesmo quando você erra, os magoa, os decepciona com ternura te olham e te cuidam. Eu sempre tive fé nisso, no amor da família, mas nunca havia sentido como senti neste mês de dezembro.

Tenho agradecido a Deus todas as noites por tudo o que vivi e aprendi, por todas as oportunidades que eu tive e todas as vitórias. Tenho pedido perdão pelos erros cometidos e pedido que me abençoe em todos os meus dias. Que 2015 seja tão intenso quanto seu antecessor, só que com mais acertos e mais coisas boas.

Boa sorte pra todos nós e me digam, quais foram seus aprendizados?

Beijo ♥

 

6 on 6: Outubro

Olááááá, hoje é dia de “sixzonsix”!

O dia em que eu conto através de seis fotos aleatórias o que rolou de mais legal no mês passado.

100_2831

Outubro foi cheio de novidades pra mim, quem tá comigo nas redes sociais acompanhou tudo. A primeira coisa legal de Outubro foi começar a estagiar. Foi o novo grande passo da minha vida acadêmica, sinal de que está chegando perto.
Atualmente estagio no Hospital Municipal aqui na da minha cidade, pra quem não sabe, estudo Serviço Social, nunca fui amante do curso, mas este estágio tá mudando a minha vida, to super contente com ele, tenho uma supervisora ótima e amo o que faço lá.

TEA

No blog Testei, e agora?, da Júlia Frey eu venci com 38% dos votos a Batalha de Looks, o prêmio era se tornar colaboradora estagiária no blog dela e poder mostrar um pouco do ASL por lá também. Já fiz alguns posts e to gostando bastante. Se vocês ainda não viram, entrem e dêem uma conferida, posto toda as segundas, por volta das 13H – as vezes mais tarde.

100_2770

Mudei o visu! Eu contei aqui no blog como foi e por que resolvi mudar o visual. Antes era só vontade, depois foi necessidade cortar o cabelo. E foi muito bom fazer isso, não me arrependi nenhum dia se quer!
O ser humano tem por instinto atender suas necessidades, meu cabelo tava gritando e eu ouvi! Haha

Processed with VSCOcam with c1 preset

Fiz meu primeiro ensaio ao ar livre. Como falei no post, era uma coisa que eu sempre tive vontade de fazer, mas me faltava tempo e ajuda, sozinha eu não conseguiria, então carreguei comigo minha câmera e meu amigo Deivid e saímos por Breves fotografando. Diferente do que as pessoas pensam e minhas amigas perguntam, não dá vergonha, algumas pessoas sentem, eu acho, não sei, mas pra mim foi uma coisa comum. Rsrs.
Eu adorei, coloquei ‘part. I’, porque com certeza tem mais!

20141025_102519

Fiz biquinho na loja Glamurosa. Matei a saudade de quando trabalhei lá por uns dias, sem brincadeira, eu era apaixonada por aquele emprego, me sentia realizada! Haha. Parece bobagem, mas quando se faz o que gosta você acaba desconhecendo o termo “opinião alheia”. Foi muito gostoso ficar dois diasinhos lá.

tsu

Quem aí já conhece o TSU, nova rede social que tá tomando conta – em meio aos blogueiros, pelo menos – e chegou pra competir com o Facebook? Eu entrei neste mês e particularmente to adorando, rola muita coisa legal por lá. É uma mistura de facebook, com tumblr e twitter, uma coisa diferente e simples. Ainda não tá muito famoso, como qualquer rede social no início, mas tenho impressão de que hora ou outra vai bombar. Meu user é ‘nayandraramos’.

Essas foram algumas das coisas que fiz em Outubro, gostaria de saber sobre vocês também, procurem manter contato, seus lindossss e lindassss.

Vocês já sabem onde me encontrar!

Bisou ♥

 

p.s: se você curte esse blog, ou me curte, ou tem afinidade comigo, seii lááá, dá uma checada na fanpage do blog no facebook, lá rolam otras cositas más!

Informação: Possíveis temas de redação para o Enem 2014

enem

Oi gente, vim aqui só dar uma informação rápida, sem afirmações concretas, ok?

Aqui vão 17 possíveis temas de redação do Enem 2014!

  1. O Papel da mulher no século XXI discute-se, por exemplo, sobre uma solução para a questão do assédio nos transportes públicos e outros problemas comuns no cotidiano das mulheres.
  2. Manifestações durante o mundial, é importante refletir sobre o que querem esses manifestantes e encontrar respostas para essas reivindicações.
  3. Os 50 anos do Golpe Militar de 64, o aluno deve ter a consciência de que a democracia instaurada após esse período precisa se solidificar.
  4. Ética dentro e fora do campo, assunto relacionado ao Mundial é a questão da ética dentro e fora do campo.
  5. Os “Justiceiros”, observamos muitos casos de pessoas que tentaram fazer justiça com as próprias mãos e agiram de forma violenta, causando até mesmo o assassinato de pessoas em prol dos seus próprios valores. Até que ponto a justiça brasileira falha e onde acaba o direito de uma pessoa de tomar esse exercício para si?
  6. Diretas Já, novamente a questão da democracia é abordada, porém desta vez na vertente da redemocratização do Brasil. O fim do bipartidarismo e a mobilização popular podem ser tratados.
  7. Patriotismo, o patriotismo pode ser abordado no exame como algo que só aparece durante eventos de futebol.
  8. Cobertura do Mundial pela mídia, é interessante que o estudante analise se a imprensa priorizou os jogos, as manifestações ou os estrangeiros que vieram conhecer o País, bem como se foi adotada uma postura ética.
  9. Redes sociais x Direitos Humanos, uma discussão que poderia ser levantada na redação é a questão da privacidade e os limites que englobam as redes sociais com foco nos Direitos Humanos, quando falamos sobre o respeito e a privacidade.
  10. O Futebol, o esporte pode ser analisado de diversas formas, partindo da sua função durante períodos ditatoriais e passando pelo desrespeito que acontece nos campos.
  11. Legado do Mundial, o que vai restar do Mundial? Como vai ficar a economia brasileira? A reflexão e análise de dados ligados aos jogos podem ser cobradas, incentivando o estudante a fazer o balanço dos seus benefícios e prejuízos.
  12. Plano Real, estratégia adotada pelo governo em a fim de controlar a hiperinflação econômica que o país vivia, completa 20 anos em 2014. As origens da inflação e o período antes do Plano podem ser colocados em destaque.
  13. Racismo, vivemos em uma democracia racial que é uma grande falácia, e isso pode aparecer com alguma alusão ao sistema de cotas.
  14. Limites do humor nas redes sociais, após a derrota do Brasil pela Alemanha no Mundial, muitas piadas surgiram nas redes sociais utilizando até mesmo o ditador Adolf Hitler. Esse tipo de piada pode ser considerada ofensiva devido aos horrores acontecidos no Portanto, é preciso discutir sobre os limites do humor nas redes sociais.
  15. Escassez de água, é um dos temas mais preocupantes, e o exame pode esperar que o candidato relacione o meio ambiente com as políticas públicas que pensem no bem estar do cidadão.
  16. Campanhas de Vacinação, o candidato precisa refletir sobre o que pode ser feito para prevenir os cidadãos e, ao mesmo tempo, conscientizar os pais sobre a importância dessas vacinas.
  17. O Brasil diante dos estrangeiros, como o Brasil se mostrou para os diversos estrangeiros que vieram acompanhar o Mundial e, afinal, qual é a cara do Brasil? O encontro de culturas também é forte candidato para aparecer na redação do Enem.

 

Bem, espero que sirva para dar uma esclarecida e pra gente não correr o risco de ter nenhuma surpresa na hora, quem sabe.

Lembrando que são só possíveis temas, não há afirmações concretas de que algum desses certamente cairá na prova. Mas esteja preparado! 🙂

 

Beijossss.

 

Fonte: http://noticias.universia.com.br/

 

Top 6: objetos favoritos

Hellooooo, todo mundo tem em casa aqueles objetos que sentimos um carinho especial, que temos um cuidado mais especial, eu também tenho os meus e hoje resolvi mostrar pra vocês e contar o porquê.

  1. Câmera

Processed with VSCOcam with f2 preset

É o meu xodó, de todos os meus objetos é o que eu mais tenho cuidado e carinho. Fotografia acredito que seja a maior das minhas paixões, então é compreensível. Eu tenho mais preocupação com essa câmera do que com meu celular desbloqueado. Hahahahaha.

  1. Livro Depois dos Quinze

Processed with VSCOcam with f2 preset

Só eu sei o quanto ralei pra conseguir comprar esse livro estando aqui em Breves. Demorou mais um mês pra chegar, mas valeu a pena cada dia de espera. Eu já sou fã da Bruna Vieira há uns aninhos e quando o DDQ saiu em livro fiquei maluca. É o meu livro favorito – depois do Pequeno Príncipe – sempre releio, rabisco, guardo coisas dele pra mim que me fazem sentir bem.

  1. Filtro dos Sonhos

Processed with VSCOcam with t1 preset

Ganhei da minha amiga Samilly, sou católica então não acredito nessas crenças indígenas, mas acho bonito tê-lo como objeto de decoração, acho nobre a intenção do objeto em filtrar os maus sonhos e ganhei de uma das minhas melhores amigas, por isso sigo a simbologia e deixo penduradinho na cabeceira da minha cama.

  1. Coroa de Flores

Processed with VSCOcam with f2 preset

“Bah, que clichê Nay”, mas simmm, tenho apreço por essa coroinha aí porque fui eu quem fiz, adorei o resultado e sei o trabalho que deu pra fazer. Gosto dela na verdade por causa das nuances de cores dela, gosto dessa pegada clean.

  1. Criado-mudo de andorinhas

Processed with VSCOcam with f2 preset

Esse era um criado-mudo comum que eu comprei em uma loja de decoração aqui da minha cidade, as andorinhas eu mandei fazer e as colei. Parece simples, mas gosto muito mais de alguma coisa quando eu dou uma personalizada. E acho que ficou bem bonito e diferente.

  1. Guarda-roupas de árvore seca

Processed with VSCOcam with f2 preset

Tenho uma paixão sincera por árvores secas, não me pergunte por que, mas elas sempre são as minhas favoritas, principalmente quando florescidas. Esse guarda-roupas foi o mesmo esquema do criado-mudo, só que a diferença é que eu já comprei esse adesivo pronto. Ele ficou por meses mofando no armário porque não vieram instruções de como colar e ele é muito grande. Por sorte encontrei alguém que me ajudou a colar e o resultado ficou lindo. Acho que de todas as coisas que eu tenho no meu quatro pra parar e admirar, esse guarda-roupas é o que eu mais gosto, quando entro dou logo de cara com ele, isso me deixa tranquila e serena. Rs.

Mas e vocês? O que é que vocês tem no seu quarto que gostam muito e acham que vale a pena mostrar pro mundo? Me contem nos comentários!

Espero que tenham gostado dos meus objetos.

E se você ainda não curtiu a fanpage do blog, dá uma passada lá e deixa um like, tem muitas outras coisas legais e eu quero saber se você tá gostando do blog, pô! Haha

Um beijo!

Sobre a minha infância

Esta semana que antecedeu o dia doze me fez relembrar com mais intensidade ainda a infância feliz que tive.

1

Desde criança eu cultivo praticamente as mesmas amizades, sou grata por isso. Dizem que uma amizade passageira dura no máximo sete anos, que depois isso ela se torna eterna, deve ser real. Aos meus amigos de infância agradeço por todo o afeto de sempre, alguns longe, outros bem pertinho, com presença frequente, outros nem tanto. Estão no meu coração.

Mas hoje eu vim aqui comentar sobre uma outra parte da infância, que de todas as coisas boas dessa época, é a melhor.

Minha família materna mora em Portel (cidade vizinha a 47.93 km). Minha mãe tem 10 irmãos, eu tenho em torno de uns 15 primos divididos em três gerações.

Quando eu era mais nova íamos com muita frequência pra lá, íamos tanto que as vezes até parecia que eu morava lá e aqui.

2

Ao lado dos meus primos passei os melhores momentos da minha infância, banhos de chuva, covers de banda, lutas, casinha na varanda, pique-esconde no quintal e muita fuga das “peias” do vovô. Imagine como ele estaria nos vendo todos jovens, encaminhados, com certeza ficaria bolado com as brincadeiras que a gente ia fazer com ele.

Na época, repito, só naquela época (mentira) éramos tão peraltas que nenhuma babá durava com a gente.

Eu e minha prima Fernanda fazíamos tuuudo juntas, mas a gente brigava muito, até hoje rola as encarnações por causa dos nossos fights, mas fomos sempre muito cúmplices. E enquanto aquela prima mais velha que você admira, acha princesa, rainha da beleza, a Barbie em pessoa e quer ser igual? A Zelen era a nossa. E mesmo gostando de ser quem eu sou, ainda a admiro e considero inigualável.

O primo irmão mais velho, protetor, ciumento, aquele que o cuidado é mútuo e que vocês sempre brigam porque querem o bem um do outro. O que briga com todo mundo por você. O que te fala as verdades necessárias. O que faça o que fizer, você morre de raiva e de amor ao mesmo tempo, nunca consegue dizer não, mima por mais que seja errado. O primo fofo, querido, amado, anjinho do coração. A que te admira e quer ser igual a você, te imitar em tudo e acha lindo tudo que você faz – agora sei o que a Zelen sentia. Os distantes, porém queridos. O que só te perturba e o parceiro.

76520141012_155241489

No nosso meio sempre rola muita zueira, muita bagunça muitos apelidos que nunca somem e que constrangem. E se, se irritar, é pior.

Foram tantos momentos bem vividos, bem aproveitados, como quando a gente brincava todas as tardes de pique-esconde e só a Fernanda era a mãe porque todo mundo se escondia junto no forro da casa do titio. Ou quando a gente ia no parque de diversões todo enferrujado do arraial que ficava perto da casa do vovô. Ou pra “praça do Mikey” brincar sozinhos.

Banhos de piscina na casa da tia Dade, passeios pra estrada, almoços na praia, altas explorações no quintal da tia Zena. Tanta coisa gostosa guardada na memória.

momentos (1)

Essa foto foi do dia em que minha mãe e minha tia levaram meus primos e eu no parque do shopping, lá tinha um palhaço gigante com a boca aberta cheia de algodão doce, eu inquieta peguei e dei pra minha mãe e pra minha tia comerem, mas o que eu achava que era uma máquina de algodão doce, era na verdade um lixeiro! Fuen.

 

momentos (2)

Essa é a Belinha com nove meses, minha tia Bena costumava deixar ela com a gente, quando ela saía colocávamos ela no carrinho de bonecas e arrastávamos pela casa toda pra lá e pra cá, tadinha. Nem sabia falar nada mesmo! ;p

 

momentos (3)

Tia Zena, Matteus e eu, essa foto foi no meu aniversário de 5 anos, Matteus tá no colo da minha tia por causa de mais uma das peraltices da infância. O garoto foi dar de subir em uma caçamba pra se pendurar e acabou sofrendo o acidente machucando a coluna, era pra ele ser meu príncipe de 5 aninhos, mas infelizmente ele não pôde andar nesse dia, mas olha a cara do moleque, danado.

 

momentos

Como a gente tem a mesma idade, sempre tava junto. Esse dia foi quando eu perdi meus óculos de sol novos na praia brincando de sereia, chorei, chorei porque a minha mãe com certeza ia brigar comigo e o César foi atrás e achou pra mim dentro d’água. Herói. ♥

Que nostalgia.

Quanta peraltice e quanta saudade. Espero que meus filhos, com os filhos deles compartilhem juntos momentos como esses que vivemos. Que o nosso laço de sangue, de afeto e de amor nunca, jamais se rompa. Porque o que eu sinto por essas pessoas é bem mais do que eu consigo falar.

As vezes quando a gente cresce deixa pra depois coisas que deveriam ser ditas ou feitas em certos momentos. Eu não quero mais ser assim, não quero mais deixar passar nada. Não quero mais que se passe nenhum dia se quer sem dizer que os amo.

Feliz Dia das Crianças para nós que soubemos aproveitar com intensidade cada partezinha da infância. Obrigada por todos os momentos que me proporcionaram, obrigada por hoje depois de todos esses anos, de toda a distancia estarem aqui e do seu jeito se fazerem presentes na minha vida. Eu amo cada um de vocês pra sempre! ♥

PicsArt_1413047420298