Feito Pra Durar Até o Último Piscar de Olhos

Agora essa manhã, me dei conta de que faz algum tempo que não escrevo nada sobe amizade.

Eu tenho escrito tantos outros textos sobre assuntos aleatórios, que fico me perguntando quando foi a última vez que eu precisei desabafar sobre isso.

Lembro que o primeiro texto pessoal que eu decidi publicar no blog era um que falava sobre a mágoa que eu tinha sentido a respeito de uma discussão com duas amigas que eu gosto muito. Naquela época eu jurava que nunca mais voltaríamos a nos falar, como tantas outras vezes depois eu jurei também – e somos amigas até hoje.

O meu grau de importância com amizade hoje em dia é o mesmo que sempre foi. Nunca ficou para trás e nunca será uma das coisas menos importantes pra mim. Só que hoje em dia a gente mudou. A medida em que vamos crescendo, algumas coisas ficam mais difíceis, mas outras, como questão a amizade, tendem a ficar mais fáceis. Os dramas já não existem mais.

O amor é profundo, mas é sério.

Lembro do meu relacionamento com as meninas em 2011 e comparo com agora. A gente vivia tão intensamente a nossa amizade, que quase todo os dias me rendia inspiração pra contar alguma coisa. O amor é o mesmo, a consideração também. O que mudou na gente, foi o modo como encaramos isso, os problemas umas das outras e as pautas das conversas.

Hoje a gente não tem vergonha de falar de sexo, nem de dizer que discorda completamente com medo de magoar. A gente fala de política, de sociedade, de problemas mundiais e coisas completamente inúteis – ainda. A gente mesmo cozinha. A gente empresta dinheiro e livros. Deixa as amigas terem outras amigas que não sejam nossas amigas, e nem nos importamos se preferirem sair com elas – às vezes. Porque nem tudo são flores, meu bem. A gente planeja nosso futuro incluindo e associando a vida uma das outras. Estamos nos graduando. Moramos com nossos pais, mas podemos chegar tarde. Por fim, somos hoje tudo o que gostaríamos de ser em 2011.

E mesmo com tantos desencontros e caminhos opostos, a gente não se preocupa em ter que se falar todo o santo dia. Acho que é porque no fundo a gente entende que nosso lugar tá garantido umas com as outras. As amizades verdadeiras são assim quando a gente cresce, elas caminham e amadurecem com a gente independente das circunstâncias.

 

MeninasNota de agradecimento: Obrigada por todos os momentos maravilhosos na infância, na adolescência e agora na juventude. Vocês são incríveis. Andrezza, guarda uma cadeira pra mim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s