Meu vício tem nome

Em algum momento de nossas vidas saímos da rotina, você deixa de lado um pouco da sua convenção pra sucumbir os desejos que te anseiam.

Nem sempre isso é correto e mesmo sabendo que isso pode te prejudicar, te magoar, te decepcionar, você faz. Porque ninguém pode te proporcionar a satisfação que você sente ao fazer, e/ou é muito válido correr o risco.

Parece meio sem sentido se envolver em algo que é certo o seu fracasso, mas na juventude pouca coisa realmente precisa fazer sentido. E então você insiste, afinal não é certo, mas também não parece errado. Você se sente bem com isso. E mesmo que você queira parar, você é fraco pra isso.  Cada átomo do seu corpo inflama desejando que aquele momento não termine. Você se sente inteiramente bem, leve, satisfeito, essa é a adrenalina de consumar algo que você não pode, ou algo que você deseja há algum tempo. Parece até injusto ter que deixar pra lá e seguir com o marasmo.

É bom contar histórias, é bom ter o que lembrar. Contos de fadas são bonitos, mas eu prefiro os baseados em fatos reais.

 

Anúncios

5 comentários sobre “Meu vício tem nome

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s