O meu romantismo

Romantismo é aquela coisa nos relacionamentos que toda mulher procura em um homem e que a maioria deles desconhece o que realmente é.

Algumas mulheres fantasiam demais procurando nos seus parceiros o romantismo dos filminhos água com açúcar. Acontece que aquelas coisas melosas dos filmes não tem nada haver com o doce romantismo de um relacionamento real.

O romantismo para mim nada mais é do que a valorização do momento. Quando a pessoa sabe que aquele tal momento é, ou deve se tornar importante/marcante e faz com que seja.

É isso que me faz julgar se um cara é romântico ou não, observando se ele faz ser especial pra vocês dois aquele momento que no fundo pra você é.

Os homens tem a mania de associar romantismo com exagero, vamos deixar claro a linha tênue entre ser piegas e ser romântico. Porque para mim homem romântico não é aquele que escreve um texto enorme se declarando em todas as redes sociais, ou que me dá presentes toda a semana, ou que inventa aqueles apelidos com voz de criança.

Acontece que o romantismo mais gostoso é aquele que vem abraçado pela sutileza, que às vezes em uma frase pequena pode demonstrar a ternura do seu sentimento pela outra pessoa. Sem sentir vergonha, sem medo do que as pessoas vão falar, porque pra mim não há desculpa mais esfarrapada do que ‘tenho vergonha de fazer essas coisas’. “Essas coisas” elas são importantes e o fato de demonstrar sentimento não significa que a pessoa seja fraca, ou insegura. Ter a alma aberta para a liberdade dos sentimentos não faz da pessoa vulnerável, até porque ninguém vai querer estar com um pedaço de pau oco do lado pra chamar de amor.

Mas voltando ao romantismo, entenda que pra ser bom tem que ser proveitoso para os dois, e se você for daquelas exigentes que faz o cara te dar presentes caros, sair pra comprar seu lanche só porque você ta com preguiça ou levar você pra fazer compras, meu bem, pare, porque nem você tá prestando atenção no que realmente é válido. Ta okay ele carregar sua bolsa se ele quiser, ta okay ele pedir pra segurar seus livros se ta pesado, ou abrir portas se ele achar que deve.

“Cavalheirismo”, pequenas atitudes gentis, demonstração de cuidado, romantismo. Associou? São pequenas, são sutis, mas importantes pra saber que ele gosta de você e isso é suficiente.

O que acontece é que poucas pessoas sabem prestar atenção nos momentos para dar o devido valor a cada um deles da maneira que deve ser, bom mesmo é saber a hora certa de cada coisa. Porque não dá pra todos os dias ser aquele episodio de novela, até porque quando realmente chegar esse momento, não vai ter mais graça. E imagine só que cansaço você se esforçando todos os dias para impressionar a pessoa, porque se você é assim no começo, a pessoa espera que seja assim pra sempre, ok? Só esclarecendo.

Gosto de amores leves, onde o sentimento flui e não tem aquela rotina de atitudes que a pessoa tem que ter, do tipo “por que meu nome não tá no seu status?”, é pra ser espontâneo, não obrigatório.

Romantizar é dar a devida importância aos pequenos momentos a dois. É não deixar passar em branco, é fazer ser lembrado com mais carinho. É aproveitar do jeito que deve ser aproveitado.

Anúncios

4 comentários sobre “O meu romantismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s