Interrupto

duarte1

 

É exatamente assim, você chegou como um furacão.
Era muita vontade pra pouco tempo, Era muito desejo reprimido. Muita intensidade pra pouco nós.
Na realidade, não sei se chegamos a ser nós, ela voltou antes que pudéssemos solidificar alguma coisa. Se ‘nós’ fomos escritos a lápis, nos apagaram com borracha, porque tenho certeza que aquele ainda não era nosso final.
Lembra que eu te disse que alguns para sempres são maiores que outros? O nosso ainda tinha algumas semanas pra se realizar. Sei que seu coração é bom, sei que ver o sofrimento alheio é doloroso, mas porque não arriscar? Eu teria o feito, mesmo que fosse pra ter pouco tempo de você, porque a julgar pelos beijos que você me deu, com certeza valeria a pena.
O fato é que você ainda não aprendeu quando começa e quando termina, pilota a vida de um jeito maluco, atropela as pessoas e se machuca nesse caminho. Não te culpo, mas não preciso fazer parte disso se eu não quiser. E eu não quero.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s