Para sua baixa auto-estima

Oi, ultimamente eu tenho me sentido muito mal comigo mesma, um lixo de pessoa. Parece que ninguém gosta de mim, meus amigos são ótimos, sinto que eles me amam, mas as vezes eu falo e ninguém me dá atenção, me sinto abandonada por eles. Minha família também não me leva a sério, meus primos me zoam muito, principalmente quando eu falo a respeito de coisas que acho legal, como os animes que eu assisto, por exemplo. Eu nunca fui satisfeita comigo, ou era meu cabelo, ou meu corpo, mas agora, é por dentro. Olho e sinto vontade de chorar, queria ser como algumas meninas que eu vejo que parecem ser tão legais, tão seguras de si, tão lindas, bem vestidas e todo mundo gosta delas. Me ajuda! 😦” (M. M., 15 anos. Blumenau-SC)

Olá M, eu quando era mais nova muitas vezes me sentia a excluída da galera, minhas amigas do colégio também não me davam muita bola não, aquelas coisas de grupinho e de não saber se encaixar em nenhum, fazer boas amizades é realmente difícil, mas se seus amigos a amam como disse, eles vão ouvir se você pedir atenção e falar o que sente. Essas coisas nem sempre são fáceis de falar, mas são necessárias pra uma amizade saudável. E para garantir seu espaço no meio dos outros, tem que respeitar o deles primeiro. Pense nisso.

Em relação a sua família, todas têm defeito, meus primos me zoam também e muito, mas tem que tentar ver o que é brincadeira e o que não é, as vezes você já está tão acostumada a sentir mal, que tudo o que eles falam pra você à ofende, preste mais atenção, zoe também e ria com eles, nem sempre é por mal e caso se sinta realmente ofendida com algo, converse e peça pra que não se repita, funciona.  E Sobre as garotas populares da sua escola, nem tudo é o que parece, talvez elas andem por aí exalando glamour porque não tenham mais nada de bom para mostrar.  

Existem coisas que você pode fazer para se sentir melhor consigo mesma e acredito que o primeiro passo para melhorar é tentar descobrir seu lado mais bonito, não falo apenas de ângulos fotográficos, falo de coisas que há dentro da gente, comece lembrando de atitudes boas que teve, de coisas que fizeram você se orgulhar, dos amigos que conquistou, das vezes que se sentiu bem fazendo algo que você gosta e que de tanto fazer acabou ficando boa. Eu, por exemplo, me sinto bem quando vejo alguém feliz por algo que eu tenha feito, isso me satisfaz muito. Outra coisa que pode ajudar você é começar a aceitar seu jeito de ser, todos temos defeitos e qualidades, somos repletos de peculiaridades as vezes que nem nós mesmos conhecemos, e precisamos aceitá-las. O que podemos realmente fazer em relação a elas é melhorá-las, e/ou amenizá-las, foque no lhe que faz bem, divida seus bons sentimentos, mas sem esquecer o lado ruim para não deixar ele transparecer demais, não é questão de falsidade e sim auto-controle, as pessoas admiram isso. E fuja, esqueça as comparações, em hipótese alguma, por mais maravilhosa que a fulana da sua escola, a vizinha lá da outra rua, ou até mesmo sua melhor amiga seja, não tente ser igual, busque em você mesma coisas que se possa admirar. Valorize-se e tenha objetivos! Não espere pelos outros para ser feliz, ser que fazer algo, faça. Não fique em casa esperando sua amiga lhe chamar e se caso alguém não achar legal, não desista, é uma coisa que você gosta e isso é pra VOCÊ. Já reparou como a gente passa boa parte da vida tentando agradar algumas pessoas e acaba esquecendo de nós mesmos ? Do que queremos, nossas vontades, desejos… Pare, isso lhe atrasa e impede você e outras pessoas de conhecer coisas maravilhosas em você. Faça o que gosta independendo do que o resto das pessoas vão pensar, dê menos atenção à opinião dos outros, pois quem tiver de gostar de você, vai gostar de verdade pelo que você realmente é. Se afaste das pessoas que lhe colocam para baixo e aproxime-se das que lhe fazem bem, separações são duras, mas aquela sua amiga que você tanto gosta só lhe dá toco, se afaste um pouco mais e nunca devolva o toco, trate-a bem, afinal o que não queremos para nós, não fazemos para os demais, ela vai notar, seja flexível. E lembre-se que flexibilidade não tem nada haver com fraqueza, tem mais haver com sua capacidade de ser melhor que alguém que precisa derrubar os outros pra se sair “vencedor”, respire. Tente ser otimista.  Colha as coisas boas, de você, dos outros, das séries, dos filmes, de tudo! E sempre, sempre acredite que você merece o melhor, pois quem faz bem para o outro, faz pra si mesmo. Bom dia M.:)

Anúncios

Um comentário sobre “Para sua baixa auto-estima

  1. Lari disse:

    Concordo em tudo, tudo , tudo.Perfeita a sua maneira de pensar. E em relação ao autoestima eu acho que se a pessoa se sente feia ela tem que procurar ficar bonita.Se engordo, faça um regime ou uma academia.Se tem espinhas, tome remédio e faça cuidados.Isso serve se o cabelo for feio, se o estilo de roupa for feio, etc.Porque infelizmente vivemos numa sociedade que olha muito a beleza,QUERENDO VOCÊ OU NÃO, é a verdade, ou seja, procure ficar bonita aos olhos dos outros.Posso dizer que eu era assim, mas emagreci, mudei meu cabelo, mudei meu estilo e não tem coisa melhor pra você se sentir bem.Porque alias, ninguém tem culpa da sua baixa autoestima, a não ser você.Exemplo: se você é gorda, se veste mal, vai ficar esperando um príncipe encantado te achar bonita ou se apaixonar só pelo que você é?Sim, pode acontecer, só que é raríssimo. A melhor coisa pra autoestima é ficar bonita , e ficar bonita não é ficar sentada de braços cruzados esperando uma magica acontecer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s