Pra você, Amanda.

 

Está e Amanda Todd, canadense, 15 anos.

 

 

Aos 12, Amanda costumava conversar com desconhecidos em salas de bate-papo na internet. Foi quando ela conheceu um jovem que dizia ser da mesma idade, onde conversavam diariamente. Ele a manipulou, a intimidou e a agrediu.

Amanda se deixou levar pelas conversas rotineiras, onde acabou por mostrar parte de seu corpo na webcam, o rapaz capturou as imagens e a ameaçou, pedindo que tirasse mais fotos, mas ela se negou. Ele posteriormente lançou a foto de Amanda nas redes sociais, ocasionalmente Amanda começou a sofrer cyberbullying.

Mudou-se de escola, de casa e de cidade, ainda assim não teve paz. O mesmo idiota, babaca, imoral, cretino (e outros mil adjetivos ruins, que minha educação não me permite citar) fez outra vez. Criou uma página falsa no facebook com a foto de Amanda no perfil e adicionou todos os amigos da escola nova. Então, aconteceu de novo.

Com o passar dos dias, Amanda conheceu uma nova pessoa, que lhe trazia alegria e passou a se relacionar. Mas esse “novo amigo” tinha uma namorada, que pro azar de Amanda, descobriu tudo. Ela a cercou em frente à escola com mais 50 amigos do casal e a agrediu fisicamente. Amanda foi humilhada, julgada, e intimidada por muitos outros jovens.

Em meio a tantos traumas, Amanda passou a consumir drogas e álcool, entrou em depressão e parou de sair de casa, sofreu de ansiedade e tinha ataques pânico. Passou a mutilar os braços e tentou se matar tomando água sanitária, mas foi levada ao hospital onde sofreu uma lavagem estomacal. Amanda havia tendo problemas psicológicosm, então foi internada e depois de um tempo voltou pra casa. Mas Amanda estava deprimida e após poucos dias de sua volta, se suicidou.

No dia 10 de Outubro de 2012, Amanda Todd foi encontrada enforcada em sua casa. Um choque para a família, para o estado do Canadá e para o mundo.

Um mês antes do ocorrido, Amanda fez um vídeo  contando sua história e tudo o que sentia.

E este foi o desabafo de Amanda.

Que após de sua trágica morte recebeu muitas homenagens de diversas pessoas do mundo todo prestando condolências, que foram desde tirinhas de imagens na internet à vídeos. Existem páginas dedicadas a ela também, como no Facebook .

O que mais me indignou foi que ninguém, absolutamente ninguém ficou do lado dela. Todos viraram as costas e não se permitiram ajudar. E é quando eu me pergunto, “e se fosse aquelas outras pessoas no lugar dela?”. Eu realmente não consigo entender o pensamento de pessoas que tem esse tipo de atitude desumana. Refiro-me tanto ao bullying, quanto a exposição da intimidade alheia.

Eu honestamente estaria do lado de Amanda se pudesse. Eu fico imaginando o quanto ela precisou de um amigo naquele momento, o quanto ela precisava de alguém que só a escutasse, que só a fizesse dar boas risadas, que conversasse, ou que talvez fosse visitar ela, com um bom filme e um potinho de nutella com duas colheres para dividir.

Eu não sei o porquê, mas quando fiquei sabendo sobre Amanda Todd, me encarreguei de descobrir cada coisa sobre o seu caso, me comoveu e me dei conta de que tenho sorte. Tenho sorte pelo lugar onde vivo, pelas pessoas em que convivo, pelos amigos que tenho, pelos problemas banais (perto do de muita gente) e outras coisas maravilhosas. Agradeço todos os dias a Deus por tudo isso e desde que soube de Amanda, rezo todos os dias por ela também.

As vezes reclamamos e indagamos Deus por coisas que não dão certo em nossas vidas, mas nós não imaginamos os problemas que outras milhões de pessoas no mundo podem estar passando no mesmo momento que a gente.

Eu chorei de tristeza, chorei de pena, de dor, de raiva, chorei sim por Amanda. E ela mereceu cada gota de lágrima. Ela foi forte o quando pôde, aguentou até onde seu coração pôde suportar. Não fiz este post apenas como alerta para muitas garotas sobre um dos perigos da internet, mas principalmente porque seria uma data especial para Amanda. Hoje, dia 27 de Novembro, Amanda estaria completando seus 16 anos se estivesse viva.

E é pra você Amanda, que este post é dedicado com muito carinho de uma pessoa que não te conheceu.

Feliz Aniversário, Amanda Todd!

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “Pra você, Amanda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s